Colégio Edivaldo Machado: Pais se mobilizam cobrando reformas da Escola

Uma atitude nova e que deveria ser muito mais frequente, foi tomada por pais de alunos da Escola Edivaldo Machado.

A Escola Edivaldo Machado é uma das mais antigas de Itabatã e portanto uma das mais tradicionais. Porém o fato de ser uma das primeiras e uma das mais tradicionais não faz com que nossos políticos tenham o devido cuidado com ela.

Há muito tempo a escola sofre com os descaso e o desrespeito dos nossos administradores com alunos e funcionários que diariamente frequentam aquele estabelecimento de ensino. Inclusive já aconteceram dois princípios de incêndio naquele local e em horário de aula.

Cansados de serem embromados com promessas e mais promessas e nenhuma ação efetiva de melhorar as condições da Escola, alguns pais começaram a se movimentar para cobrar uma ação de verdade por parte da administração municipal.

Primeiro procuraram a secretária de educação e não ouviram  nada mais do que promessas. Mas 20 dias após esse contato, nada foi feito.

Os pais se uniram e elaboraram um relatório em que eles detalham timtim por timtim a situação da escola.

Alguns detalhes já eram de conhecimento de muita gente em Itabatã, mas outros são novidade total, como por exemplo a exposição que todos ficam ao cheiro de tinta, devido a existência de uma oficina nos fundos da escola e ao cheiro de gasolina devido a proximidade com um posto de gasolina.

Estive conversando com um dos organizadores do movimento e essa pessoa faz questão de frisar que o a atitude deles não é nada conta a diretoria e nem contra professores e funcionários. A diretora inclusive tem feito todo o possível para minimizar muitos problemas que a escola tem.

Os funcionários também na sua maioria são comprometidos com os seus afazeres e a qualidade do ensino também é boa, o que mostra que os professores dão conta do recado com dedicação total.

Segue abaixo o relatório elaborado pelos pais e alguns problemas são muito antigos, como por exemplo, a situação das crianças lancharem sentadas no chão. Vejam:

Por: Carlito Teixeira com Fotos e colaboração dos Pais de alunos

Comentários

Top
Inline
Advertisement
Inline
Advertisement