Em Porto Rico, corpo de homem é velado dentro de táxi

O taxista porto-riquenho Victor Perez Cardona era bastante brincalhão e tinha um último desejo após sua morte: ser velado dentro do táxi que ele dirigiu nos últimos 15 anos. Sua filha realizou o desejo do pai, e o velório do Sr. Cardona foi dentro de um Toyota Corolla.

Ele estava vestido com uma camisa azul, gravata, luvas e chapéu. Tirando o fato de estar com os olhos fechados e imóvel, poderia muito bem ser confundido com um motorista vivo. A filha do taxista, Generosa Perez, fez jus ao próprio nome e atendeu ao inusitado pedido do pai, feito no leito de morte – Cardona morreu de câncer, aos 73 anos.

Victor Perez Cardona foi velado dentro do táxi que ele dirigiu por 15 anos

Além dos familiares e amigos, muitos curiosos compareceram ao velório do taxista neste domingo (24), na cidade de Aguas Buenos, em Porto Rico. Alguns chegaram até mesmo a entrar no carro e sentar no banco do carona, ao lado do defunto. Fotografias ao lado do morto também foram permitidas.

Estranhos velórios em Porto Rico

Não é a primeira vez que um velório inusitado acontece no país. Ano passado, Christopher Rivera Amaro, de 23 anos, foi velado em pé, encostado em um canto de um ringue de boxe e vestido como lutador.

Christopher Rivera foi velado em pé e com traje de boxeador

Já no começo deste ano, Renato Garcia, de 55 anos, foi velado em pé trajando o uniforme do Lanterna Verde. Ele encontrou a fantasia no lixo e passou a usar nas ruas de San Juan, até morrer de um ataque de asma e a família achar apropriado que ele deveria ser velado com a roupa.

Renato Garcia encontrou o uniforme do Lanterna Verde no lixo

Via EmResumo.

Comentários

Top
Inline
Advertisement
Inline
Advertisement