Homem é resgatado após passar 20 anos em cárcere privado


750_2016102491856785

Um homem de 36 anos foi resgatado após passar cerca de 20 anos em cárcere privado no estado de São Paulo. O rapaz foi identificado como Armando Bezerra de Andrade. Ele vivia em uma edícula com quarto e banheiro no terreno da casa da família, na cidade de Guarulhos.

O pai, a madrasta da vítima e o filho dela deixaram o imóvel após a descoberta. Eles não chegaram a ser presos. Policiais acharam Armando por acaso. Eles investigavam uma suspeita de tráfico de drogas na vizinhança.

Durante as buscas por traficantes, os policiais acabaram entrando na casa da família, que estava vazia no momento. Em seguida, eles foram até a edícula, onde acharam Armando.

Segundo o jornal “Folha de S. Paulo”, ele estava acorrentado a uma cama, com a barba grande (na altura do umbigo) e sujo de fezes. O homem vivia na edícula, onde tinha uma cama com colchão, mas sem lençóis ou cobertor. O local não tinha móveis nem eletrônicos.

Desaparecimento

Armando sumiu quando tinha 16 anos. Vizinhos disseram que o pai disse, na época do desaparecimento, que ele foi morar no interior. Desde então, ele não foi mais visto.

Testemunhas contam que Armando era um adolescente tranquilo, educado e simpático. Ele gostava de desenhar e de esportes. O rapaz morava no local desde os 6 anos, quando se mudou com o pai, a madrasta e o filho dele, que é mais novo que Armando.

A madrasta costumava bater em Armando, inclusive, na rua. Os vizinhos acreditam que ela, que é enfermeira, mantinha o enteado dopado, já que ninguém nunca ouviu barulho vindo da edícula, onde ele era mantido.

Os moradores se revoltaram após saber do cárcere privado.

sample-ad

Comentários

POST A COMMENT.