Itabatã: Chuvas fortes e inoperância da prefeitura causa transtornos e prejuízos a moradores. Veja Vídeos


Em dezembro de 2017 fortes chuvas atingiram  a região extremo sul da Bahia. E como acontece há anos, a chuva que é uma benção divina se torna um problemão para o município de Mucuri, em especial Itabatã.

Durante as chuvas do mês natalino, a casa do morador do cidade nova Leonardo Carletti, que fica na Rua Colombia, 295, sofreu com a infiltração de água que se acumula em um terreno que fica na rua de trás. (Rua Itália).

Na época, um funcionário da prefeitura esteve na Rua Itália e esteve também na casa de Leonardo Carletti e prometeu que voltaria o mais breve possível para resolver o problema.

Pois bem, por volta do dia 21 ou 22 de dezembro, as chuvas cessaram, as águas das ruas secaram, a maioria por força da natureza ( O SOL) e a prefeitura mais uma vez esqueceu que ela poderia voltar.

Ex.: Rua Bolívia, Rua Rio Marobá, Rua 6 no Caribe, Rua Itália e muitas outras.

De lá pra cá passou o resto dezembro e todo o mês de janeiro e nada, absolutamente nada foi feito para evitar que os moradores sofressem novamente com as chuvas.

Mas a natureza não perdoa e muito menos espera. E nos primeiros dias de fevereiro ela voltou e voltou com uma força e com um volume avassalador. E como não poderia ser diferente: Muitas ruas e casas alagadas, muito prejuízo material e muita dor de cabeça aos moradores.

E a casa do morador Leonardo Carletti foi uma das que mais sofreu com as consequências das chuvas e da falta de compromisso, de respeito, de preocupação da prefeitura municipal.

No sábado dia 3, a Rua Itália alagou novamente e o terreno que fica nos fundos da casa de Leonardo Carletti alagou a ponto da agua chegar a quase um metro de altura no seu interior. Resultado: O muro não aguentou e desabou.

Segundo o próprio Leonardo, no momento do desabamento, ele se sentiu como se estivesse vivendo uma cena de filme-catástrofe. A força da água era tão grande que uma mureta de aproximadamente 60 cm de altura foi superada pela enxurrada que atingiu sua casa.  Por sorte ele conseguiu fechar as duas portas do fundo e evitou um volume maior de água no interior da residencia. Mas foi só isso.

A água avançou pela garagem e pelo beco que fica do outro lado. Mas a água que passou por baixo da porta foi suficiente para estragar alguns móveis e utensílios do morador.

Graças a solidariedade de amigos que logo chegaram ao local e fizeram uma barreira com sacos de areia, a água foi desviada totalmente para o beco. Um item que não escapou ileso foi o motor do portão da frente da casa.

Como não poderia ser diferente, o pessoal da prefeitura só apareceu na casa de Leonardo Carletti a noite e nenhuma providencia imediata foi tomada. Apenas ontem na segunda-feira é que iniciaram os trabalhos de eliminação da água na Rua Itália.

O que nós gostaríamos de deixar bem claro aos defensores  de Dr. Carlos que nós não estamos aqui culpando unica e exclusivamente a essa administração. Como já dissemos, vários problemas citados aqui são recorrentes. Mas a atual gestão já tem um ano e um mês a frente do município e mesmo com as consequências das chuvas de dezembro/2017 não elaborou nada para pelo menos minimizar esses problemas.

Citamos aqui o caso da casa de Leonardo Carletti apenas para exemplificar. Mas ele não é o único. Muito mais gente sofre com as chuvas fortes em Itabatã. E a maioria dos casos são recorrentes. TODA VEZ QUE CHOVE É SOFRIMENTO GARANTIDO.

Vários moradores de diversas partes da cidade postaram fotos e vídeos mostrando o sofrimento deles com os efeitos da chuva. Vejam:

sample-ad

Comentários

POST A COMMENT.