Itabatan vergonhoso: OBRA SEM PLANEJAMENTO PROVOCA ACIDENTE EM CRIANÇA

Texto retirado do facebook da Vereadora Leninha:

Há tempos venho cobrando do poder executivo uma solução definitiva para o problema das travessias sobre o Córrego Água Boa no distrito de Itabatã, mais precisamente na Rua Vitória da Conquista (ligação dos Bairros Bela Vista e Vila) e da Rua da Matriz, popularmente conhecida como Ladeira do Cemitério. Depois de quase três meses de espera e transtorno para a comunidade, a prefeitura deu início à obra.


A princípio ao saber que os trabalhos tinham sido iniciados me chamou a atenção não identificar nenhuma publicação a respeito de licitação pra referida obra e ao acompanhar o andamento dos trabalhos no local, solicitei acesso ao projeto executivo da mesma mas não obtive sucesso. As recorrentes trocas de secretários dificultam ainda mais o nosso trabalho de fiscalização, pois em muitos casos quando o secretário começa a tomar pé dos problemas da secretaria é substituído ou reconduzido para outra pasta.
Em conversa com o novo secretário de obras, o Sr. Santos, o mesmo me disse não ter tido acesso a nenhum projeto de engenharia e que também não sabia informar a empresa que estava realizando o serviço. Logo ficou claro que a obra estava sendo feita no “olho”, como diz o jargão popular, sem planejamento algum. Tentei marcar audiência em diversas vezes com o prefeito municipal mas o mesmo não dispunha de tempo pra esclarecer essas e outras dúvidas que eu gostaria de apresentar.
Mesmo diante de toda boa vontade do mundo, sem projeto e sem planejamento, dificilmente uma obra sai a contento. Já no início das obras moradores do entorno se queixaram que as manilhas foram assentadas muito altas, causando represamento da água em períodos sem chuva, aumentando o mau cheiro e o risco de proliferação de insetos. Mas o que mais chamou a atenção foi a instalação de uma espécie de quebra-molas na parte mais baixa da travessia, fazendo com que qualquer carro mais baixo raspasse o parachoque dianteiro no calçamento, o que começou a gerar diversas reclamações.
Ademais, não foi instalado nenhuma placa de sinalização que alertasse os moradores que no local tinha sido instalado o quebra-molas.


Na manhã desta quarta (30) uma criança que estava na garupa da bicicleta da sua mãe caiu ao passar por cima do quebra-molas e a mãe perder o controle da bicicleta. A criança diante da violência do impacto foi conduzida às pressas ao Hospital Sâo José onde passou pelos atendimentos emergências e agora encontra-se fora de perigo.
Ao tomar conhecimento do fato através de novas queixas da população, eu entrei em contato novamente com o Sr. Santos, secretário de Obras, e o mesmo imediatamente mandou uma equipe ao local que providenciou reparos no quebra-molas da obra recém concluída. Providenciou também a instalação de placas de sinalização e garantiu que irá pintar o quebra-molas para alertar motoristas, motociclistas e ciclistas sobre o redutor de velocidades do local.
A conclusão que a gente chega é que em serviço público não basta a vontade de resolver as coisas, é preciso planejamento, seguir os trâmites legais e buscar fiscalizar a execução das obras, pois só assim uma questão relativamente pequena como essa não teria causado um problema tão grande.

Comentários

Top
Inline
Advertisement
Inline
Advertisement