Itamarajú: Segundo caso de bebê que nasceu com má formação congênita em um mês

O caso de recém-nascido com problemas de má formação congênita foi confirmado pela Direção do Hospital Municipal de Itamaraju. O bebê nasceu na unidade hospitalar na madrugada de quinta-feira, 4 de junho.

Uma criança do sexo feminino nasceu com as vísceras expostas, coberta apenas por uma fina camada de pele. Esse caso é o segundo em pouco mais de um mês.

Na madrugada do dia 23 de abril, a pequena Vitória nasceu e passou por momentos muito difíceis, a criança foi operada dias depois de o caso ser descoberto pelos médicos e até o momento segue com tratamento.

Devido à complexidade do caso esta outra criança será transferida para o Hospital Roberto Santos, em Salvador onde será submetida à cirurgia.

Por telefone a Diretora do HMI, informou que com muito esforço da Secretária de Saúde e órgãos de saúde do estado, foi possível encontrar uma vaga. O bebê deixou o hospital na madrugada desta sexta-feira, 5, em companhia de profissionais, para Teixeira de Freitas, e do aeroporto seguiu viagem em um helicóptero para Salvador.

“É mais um caso muito delicado que os nossos profissionais da saúde de Itamaraju receberam. A família do bebê é do município de Itabela e a má formação só foi descoberta após o parto. Agora a criança passará por exames mais detalhados onde deverá ser realizada cirurgia para reconstrução do abdômen”, explica Cristina Moreau.

Em ambos os casos os médicos que acompanharam as famílias afirmam que o problema poderia ter sido descoberto através de um pré-natal regular. Dessa forma os profissionais de saúde alertam as gestantes para que façam o acompanhamento necessário até o nascimento do bebê.

Fonte: Sulbahianews

Comentários

Top
Inline
Advertisement
Inline
Advertisement