Médico da Rússia admite que jogadores inalaram amônia, mas nega doping

Segundo Eduard Bezuglov, prática é comum para estimular e dar ânimo; substância não aparece na lista proibida da Agência Mundial Antidoping

médico da seleção russa, Eduard Bezuglov, confirmou que jogadores da equipe inalaram amônia para melhoria no desempenho nas partidas da Copa do Mundo. Bezuglov, no entanto, negou que a prática seja caracterizada como doping.

– É um simples amoníaco com o qual as pessoas molham o algodão e depois inalam. Vários atletas fazem isso para ganharem ânimo. Isso é usado há décadas – disse.

View image on TwitterView image on TwitterView image on Twitter

La Contra Deportes@lacontra_co

Polémica en el Mundial tras revelarse que jugadores del seleccionado ruso inhalaron amoniaco para mejorar su rendimiento en los partidos ante España y Croacia.

Cabe aclarar que para la FIFA, el uso de esta sustancia no está tipificada como dopaje.

De fato, a amônia não consta na lista de substâncias proibidas da Agência Mundial Antidoping (Wada, na sigla em inglês). O médico destacou que a inalação também é comum entre pessoas que não são atletas. A inalação de amônia melhora o fluxo sanguíneo e a capacidade pulmonar.

– Não é usado somente no esporte, mas na vida cotidiana das pessoas quando alguém perde a consciência ou se sente fraco – finalizou.

El Gráfico Chile@ElGraficoChile

¿Legítimo? Rusia recurrió al amoníaco para estimular a sus jugadores en el Mundial http://ow.ly/dDIC30kRZlp 

Médico da seleção russa disse que a inalação é uma prática comum (Foto: Reuters)

Médico da seleção russa disse que a inalação é uma prática comum (Foto: Reuters)

Comentários

Top
Inline
Advertisement
Inline
Advertisement