Mucuri: Situação de emissão de RG no Sine está caótica (Mucuri e Itabatã)

SEGUNDO INFORMAÇÕES ESSA É A SITUAÇÃO EM QUE SE ENCONTRA O SETOR DE ATENDIMENTO DE REGISTRO GERAL (RG) NO SINE BA DE MUCURI

Meses de junho, julho e agosto:

Houveram diversos relatos e reclamações que para ter atendimentos de RG em itabatã. Precisava ser feito agendamento no livro e o atendimento era de apenas 5 pessoas por dia (quem morasse em povoado, gastava dinheiro para se deslocar a Itabatã, fazia o agendamento, gastava dinheiro para voltar e no dia agendado, gastava dinheiro para voltar novamente. Recusa-se a atender pessoas da mesma família, se a mãe levar dois filhos, apenas um será atendido. Um casal que se casou e querem atualizar o nome, apenas um poderá ser atendido, o outro tem que marcar para outro dia. Bom, mas a real situação é a seguinte: Prefeito, Vice prefeito, Secretário, diretores e assessores tem conhecimento do problema no setor de RG e ninguém resolve nada.

Neste mês cerca de 200 RGs prontos para serem resgatados no Instituto de Identificação Pedro Mello – em Salvador – desde o mês de setembro e ninguém foi buscar. Desses RGs tem pessoas que tiveram seu atendimento no mês de junho! São 5 meses de espera e sem previsão de chegar, mais de 200 processos para serem enviados ao Instituto, desde agosto as pessoas aguardam seus RGs chegarem.

O posto tem um prazo de 90 dias para entregar e o prazo já acabou e os processos nem foram encaminhados ao instituto. O material de RG acabou no início de outubro, e já são dois meses sem atendimento de RG no posto. São mais de 200 pessoas prejudicadas por falta de material. Por fim, temos uma quantidade significativa de 650 a 750 pessoas prejudicadas – algumas de forma grave – por não ter acesso para possuir seu RG ou renovar. Das pessoas prejudicadas temos: idosos que estão sem poder sacar sua aposentadoria, tem que se deslocar ao banco Caixa porque seu RG é recusado na lotérica, pessoas que perderam agendamento/perícia no INSS, pessoas que tiveram que adiar viagens porque perderam RG, família que precisa renovar um RG de um idoso acamado e não conseguiu por falta de material, vai ter que ter o transtorno de levar a Teixeira de Freitas… E mais uma infinidade de problemas ao cidadão. A prefeitura lançou um decreto que não pode liberar diárias para funcionários até dezembro e com isso a previsão que se pode dar é atendimento no final de janeiro para resgate do RG em abril. Atualmente há famílias da zona rural sem nenhum documento passando necessidade, e a assistência social fica impossibilitada de atuar por causa de falta de material de RG, pois sem documento não pode fazer o cadastro do bolsa família, e assim várias pessoas estão passando fome no município.

Comentários

Top
Inline
Advertisement
Inline
Advertisement