Site diz: Morte de Jovem de Itabatan pode ter sido queima de arquivo

Nova Viçosa: Na noite do último domingo, 08 de outubro, o Plantão Regional, liderado pelo delegado Gilvan de Meireles, foi informado de um homicídio consumado e um tentado em Posto da Mata, distrito de Nova Viçosa. Então, a equipe do Plantão se deslocou até o local, onde realizou o levantamento cadavérico. A vítima fatal foi identificada como sendo, Gabriela Vilas Boas, conhecida como “Gabi”, e foi encontrada já sem vida na Rua Peruíbe, na Baixada Fluminense. A vítima foi encontrada em decúbito dorsal, e diversos ferimentos causados por disparos de arma de fogo foram encontrados pelo corpo.

Segundo informações colhidas pelo delegado Gilvan, a jovem estava em um encontro de som automotivo, e deixou o local acompanhada da sua amiga Poliana, quando foram abordadas por 02 homens armados, que estavam em uma motocicleta Honda/CB 300, de cor vermelha. O carona desceu e iniciou os disparos contra as jovens. Gabi foi atingida por cerca de 04 tiros, os quais atingiram a bochecha esquerda, abdômen, região do quadril e também a mão direita da jovem, sendo esse possivelmente um ferimento de defesa.

Já Poliana Silva Lucas, foi atingida na nuca, no ombro direito e na mão esquerda. Poliana conseguiu correr e voltou ao local onde ocorria a festa e pediu socorro, sendo socorrida ao Hospital de Posto da Mata e, logo após, foi transferida para o Hospital Municipal de Teixeira de Freitas. O delegado iniciou as investigações e ouviu algumas pessoas, e pode já ter chegado à motivação do crime. Gabriela era irmã de Paulo Henrique, o vulgo PH, morto há cerca de um ano, onde foi executado por 04 indivíduos, sendo que 02 dos suspeitos já morreram. E Gabriela falava que sabia quem seriam os autores do homicídio do seu irmão.

O delegado solicitou perícia e logo após foi até o HMTF, onde ouviu preliminarmente Poliana, que passou por procedimentos cirúrgicos. O corpo de “Gabi” foi removido ao IML de Teixeira de Freitas, onde será submetido a necropsia nesta segunda-feira (09). O delegado Gilvan encaminhará as investigações para a Delegacia Territorial de Posto da Mata, e os próximos passos das investigações ficarão a cargo da delegada Waldiza Fernandes.

Por: Rafael Vedra/LiberdadeNews

Comentários

Top