Tudo pelo voto: PT faz alianças com partidos que apoiaram impeachment de Dilma


Embora o Partido dos Trabalhadores defenda a tese de que a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) foi vítima de um golpe, a sigla formou alianças com partidos que apoiaram o processo de impeachment em 15 Estados. O PT será cabeça de chapa em seis dessas unidades federativas e, nas outras nove, vai apoiar candidatos a governador, cujas legendas apoiaram a cassação do mandato da petista.

Neste segundo caso, um levantamento feito pelo jornal O Estado de S. Paulo mostra que o PT vai apoiar nomes do MDB, PSD, PTB, PR e Rede. Os outros quatro são filiados ao PSB, que orientou voto a favor do impeachment em 2016, mas agora voltou a se aliar aos petistas. Essas coligações ocorrem no Amapá, Amazonas, Rondônia, Mato Grosso, Tocantins, Paraíba, Pernambuco, Alagoas e Sergipe.

A Bahia se enquadra no outro grupo, composto por candidatos petistas ao governo, que tem partidos favoráveis ao impeachment em suas coligações. Por exemplo, o governador Rui Costa tem o vice-governador, João Leão (PP), que concorre à reeleição, e o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Ângelo Coronel (PSD), como candidato ao Senado. No plano nacional, tanto o PP quanto o PSD indicaram posição favorável à saída de Dilma do governo federal. Outros Estados em situação parecida são Minas Gerais, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte e Acre.

Fonte: Bahianoticias

sample-ad

Comentários

POST A COMMENT.